Pastorais

É serviço, ação, trabalho desenvolvido pela Igreja, que segue Jesus Cristo. Os membros das pastorais são  denominadas “agentes pastorais” ou “agentes de pastoral”.  Toda pastoral exige em si mesma um objetivo, uma característica e uma necessidade, de forma que ela é constituída como necessidade primária na evangelização e serviço nas dioceses e nas paróquias .Os agentes de pastorais atuam em diversas áreas e levam apoio, orientações e conforto espiritual para os  irmãos brasileiros que frequentam ou não as comunidades. Regularmente participam de cursos e encontros de formação para que possam trabalhar junto às comunidades com plena consciência do que fazem e da correta finalidade do seu trabalho. São exemplos algumas pastorais: Jovens, Liturgia, Batismo, Comunicação, Familiar, Catequese, Crisma, Dizimo, Carcerária entre outras. A finalidade da Igreja Católica é evangelizar, ou seja, difundir os ensinamentos deixados por Jesus nos evangelhos e nos livros sagrados.

Grupos: São formados por fieis que se reúnem de forma espontânea, porém sempre com a licença e orientação do Pároco ou Vigário Paroquial e têm como base a oração e a escuta da Palavra.  Os grupos reúnem-se para orar, para promover a justiça e a paz, para visitar doentes, etc. Eles estão presentes nas dioceses, paróquias, capelas, colégios, universidades, presídios, entre outros. Nas reuniões, o  objetivo principal  de todos é  a oração para evangelizar os irmãos.

Movimentos: Nascem e se formam num contexto externo à igreja local, mas atuam dentro da Paróquia. É uma ação dos leigos que pode envolver várias pastorais/serviços ao mesmo tempo. Estão mais ligados à vida pessoal  dos participantes e, em geral, têm um caráter de espiritualidade e seguem um carisma próprio, envolvendo mais ou menos as mesmas pessoas que vivenciaram um encontro, um retiro ou uma catequese.

Fonte: http://portalcatolico.net/portal/pastorais/